jusbrasil.com.br
25 de Novembro de 2020
    Adicione tópicos

    A depressão e a Síndrome do Pânico em tempos de Coronavírus.

    A depressão e a Síndrome do Pânico em tempos de Coronavírus.

    Sabrina Conrado, Advogado
    Publicado por Sabrina Conrado
    há 5 meses

    A DEPRESSÃO E A SÍNDROME DO PÂNICO.

    A depressão e a síndrome do pânico deve ser um dos motivos que podem levar ao afastamento do trabalho em 2020 no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Dados da Organização Mundial (OMS) de saúde indicam que os colaboradores, estão entre os que mais adoecem por ansiedade e estresse crônico, trata-se de um estresse crônico, caracterizado por sentimentos negativos em relação ao trabalho, sensação de esgotamento e eficácia profissional reduzida.

    Neste ano devida as medidas adotadas para conter o novo coronavírus, como fechamento do comércio e estímulo ao home office, que manterão milhões de brasileiros isolados dentro de casa, tem tendenciado o aumento no número de casos por depressão e síndrome do pânico que é inevitável. A doença deverá ser observada e possivelmente considerada pela justiça motivo, para garantir o direito de licença por transtornos mentais e comportamentos adquiridos no trabalho.

    Os sintomas por transtornos mentais e comportamentos adquiridos no trabalho podem variar entre os pacientes que podem encontram-se em momentos de desespero ter a sensação de perigo iminente, medo de perder o controle, medo da morte ou de uma tragédia iminente, sentimentos de indiferença , sensação de estar fora da realidade, dormência e formigamento nas mãos, nos pés ou no rosto, palpitações, ritmo cardíaco acelerado e taquicardia entre outros.

    Se você nunca passou por momentos semelhantes, não faz ideia, do que os sintomas podem causar a estes colaboradores, acredite são maiores do que você pode imaginar.

    O respeito e a compreensão encorajam estes colaboradores a procurarem ajuda.

    Pois bem, todos os dias estes colaboradores, enfrentam suas sombras para seguir em frente.

    Contudo sozinhos, sem apoio de seus entes queridos raramente vão conseguir acordar no dia seguinte.

    Ajude! Compreenda!

    Sabrina Conrado - OABSP 399.897

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)